Piercing

Body piercing vem sendo praticado por mais de 5000 anos e sempre foi usado como uma expressão pessoal, ritual espiritual, como uma distinção de realeza, e mais recentemente como moda. Tudo começou nas primeiras tribos e clãs das mais antigas raças humanas. Nas tribos da América do sul, África ,Indonésia, nas castas religiosas da Índia, pelos faraós do Egito e pelos soldados de Roma. Depois se espalhou pela classe média e aristocracia do século 18 e 19. Mas foi esquecido na Europa no século 20. Em 1970 cresceu novamente nas mãos do “gurus” da moda de Londres e artistas do “underground”. E em 1990 finalmente atingiu a atenção de todo o planeta fechando o elos entre o primitivo e o moderno. Existe uma longa história sobre o body piercing em rituais de passagens e em significados diversos. Segue abaixo a lista de significados em diversos locais do corpo e do mundo:

 

MATERIAS RECOMENDADOS

O material mais utilizado e recomendado é o aço cirúrgico, por ser um material de custo baixo e fácil adaptação ao corpo reduzindo reações alérgicas.
O titânio também é muito utilizado, por ser uma material que reduz ainda mais as reações alérgica principalmente em pessoas altamente alérgicas e com tendências de cicatrizações não bem sucedidas, porém tem um custo maior que o aço cirúrgico.
O ouro é bastante utilizado também, porém não é tão resistente como o aço e o titânio, mas é um material que dificilmente dá reações alérgicas em contato com o corpo.
A platina, é o melhor material de todos, pois tem menor rejeição e é bem resistente mas é um material muito caro, e inviável para a maioria das pessoas.

ORELHA

Piercing Lóbulo Alargador PIercing Orelha

Este é de longe a região mais comum para um piercing na história. Antigamente distinguia uma pessoa rica de uma pobre. Agora é a forma mais popular de mostrar jóias. Marinheiros colocavam piercing acreditando que estes te davam melhor visão. Romanos associavam o piercing na orelha a riqueza e a luxúria. Tribos Sul-Americanas e Africanas faziam piercings e alargavam o furo…quanto maior o furo, maior o status social.

Joias adequadas:

desde as menores assim conhecidas como brincos até os alargadores que podem passar os 34 mm de diâmetro.

SOBRANCELHA

sobrancelha-03 sobrancelha-02 sobrancelha-01

O piercing da sobrancelha é de origem contemporânea, como a maioria dos piercings de superfície. São piercings relativamente comuns, embora alguns possam dizer que eles não são socialmente aceitos de forma semelhante ao umbigo e piercings no nariz. Eyebrow piercings are generally seen as normal in most mainstream alternative subcultures.Piercing da sobrancelha são geralmente vistos como normais na maioria dos principais subculturas alternativas.

Joias adequadas:

A mais utilizada é o microbell curvo, que é a que melhor se adapta anatomicamente a essa região. Pode variar o tamanho da haste e das bolinhas. Em alguns casos as pessoas também utilizam a ferradura ou o captive.

NARIZ

nariz-03 nariz-02 nariz-01

O Piercing do nariz se originou no oriente médio há 4000 anos, se espalhou para Índia no século 16 quando foi rapidamente adotado pelas castas nobres. Cada tipo de jóias distinguia a casta e a posição social. Esse piercing foi introduzido no oeste pela cultura hippie que viajou pela Índia nos anos 60 e 70. E também foi adotado rapidamente pelo “Punks” e outras culturas jovens dos anos 80 e 90 .Continua muito popular nesse novo milênio.

Joias adequadas:

Nostril É um dos mais utilizados, e o mais recomendado, podendo variar com cores de pedras e formatos deferentes como estrela, coração entre outros. Também são utilizadas as famosas argolinhas que variam de tamanho de acordo com o tamanho do nariz. Já no caso dos piercings no septo, o captive e ferradura são os mais comuns, mas também podemos ver pessoas que colocam até alargadores.

LÍNGUA

lingua-03 lingua-02 lingua-01

Nos templos Astecas e Maias, os sacerdotes faziam piercings em suas línguas como parte de um ritual de comunicação com os deuses. Mil anos depois continua popular, mesmo que por diferentes razões.

Joias adequadas:

Barbell é a joia indicada para essa região, podendo variar tamanho da haste e bolinhas.

LÁBIOS

labios-03 labios-02 labios-01

A boca e os lábios são partes sensuais do corpo e poderosos como afrodisíacos, então era natural que as castas mais altas dos Astecas e Maias adornassem seus lábios com labutes de puro ouro. Na África , as mulheres da tribo Makolo vestem pratos chamados “Pelele” nos seus lábios superiores para atrair homens de suas tribos. Tribos indígenas da América Central e do Sul, incluindo nossos índios brasileiros, fazem piercings nos lábios inferiores e alargam os furos para colocar pratos de madeira. Hoje em dia o piercing labial mais comum é colocado nos lábios inferiores. Se tornou popular também o piercing no lábio superior imitando uma pinta, no canto dos lábios, chamados de”Madonna”.

Joias adequadas:

Labret é a joia indicada para essa região, mas também são utilizados ferradura e captive, podendo variar, tamanho da haste e bolinhas.

MAMILOS

piercing mamilo piercing mamilo piercing mamilo

Piercing nos mamilos era considerado símbolo de força e virilidade. Nativos da América Central faziam piercings nos mamilos como marca de transição da masculinidade. Em 1890 foi uma “coqueluche” de mulheres Vitorianas que faziam piercings em seus mamilos com jóias vendidas por famosos joalheiros de Paris. Algumas faziam piercings nos dois mamilos e uniam os dois com uma corrente de prata.

Joias adequadas:

Microbell, captive, ferradura, são as joias mais utilizadas para essa região, podendo variar o tamanho da haste e das bolinhas.

UMBIGO

umbigo-03 umbigo-02 umbigo-01

As primeiras aparições do piercing no umbigo vem do Antigo Egito aonde apenas os faraós e as famílias reais eram permitidos a fazer esses piercings. A população normal estava proibida de fazê-lo. Hoje é o piercing mais realizado em todo mundo. Os faraós egípcios obtinham piercings no umbigo durante uma cerimônia.

Joias adequadas:

Bananabell é a joia indicada e mais utilizada nessa região, podendo variar em modelos, e tamanho das bolinhas.